segunda-feira, julho 4A NOTÍCIA QUE INTERESSA
Shadow

MT terá novos trechos de ferrovias

Please enter banners and links.

O Ministério da Infraestrutura recebeu novos pedidos de autorização para implantação de novos trechos entre Lucas do Rio Verde a Sinop, Santa Rita do Trivelato a Sinop, Nova Mutum a Campo Novo do Parecis, Bom Jesus do Araguaia a Água Boa e Primavera do Leste a Ribeirão Cascalheira e Sinop a Moraes Almeida (PA) –
MT terá novos trechos de ferrovias

O avanço do Congresso Nacional para instituir o Marco Legal das Ferrovias “está garantindo a Mato Grosso a expansão da malha ferroviária, em um dos projetos que vão colocar o Estado no seu mais alto nível de competitividade”. A afirmação foi feita pelo senador Wellington Fagundes, presidente da Frente Parlamentar de Logística e Infraestrutura, ao receber comunicado do Ministério da Infraestrutura sobre novos pedidos de autorização para implantação de novos trechos entre Lucas do Rio Verde a Sinop, Santa Rita do Trivelato a Sinop, Nova Mutum a Campo Novo do Parecis, Bom Jesus do Araguaia a Água Boa e Primavera do Leste a Ribeirão Cascalheira e Sinop a Moraes Almeida (PA).

No comunicado recebido pelo senador, estão ainda os pedidos de duas empresas, que compreendem o mesmo trecho de origem e destino. Todavia, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) já esclareceu que os traçados avaliados não coincidem entre si. Ambas as empresas pretendem construir estradas de ferro entre Lucas do Rio Verde e Sinop. Uma delas fez o pedido para explorar 146,7 3quilômetros e a outros 153 quilômetros.

Até o momento, o Ministério da Infraestrutura recebeu, ao todo, 76 requerimentos para construção e operação de ferrovias pelo regime de autorização, perfazendo 19 mil quilômetros de novas ferrovias privadas, cruzando 16 Unidades da Federação, e investimentos que ultrapassam R$ 224 bilhões.

“Em todos esses projetos ferroviários, a expectativa é de que sejam criados 2,6 milhões de postos de trabalho diretos e indiretos, além da diminuição do custo de transporte, da emissão de CO² e a modernização da malha ferroviária nacional. É para isso que estamos trabalhando”, disse o senador, através da assessoria.

Atualmente, uma empresa logística tem autorização para implantação do trecho entre Água Boa e Lucas do Rio Verde. O novo ramal terá 508 quilômetros de extensão, com foco no transporte de cargas como grãos, fertilizantes, farelo de soja, entre outras. Esse mesmo trecho também foi solicitado por uma multimodal.

A ligação Água Boa-Lucas do Rio Verde integra o projeto de implantação da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (FICO), cujo primeiro trecho, entre Mara Rosa (GO) até Água Boa, já está sendo construído pela Vale. A FICO vai se conectar a Ferrovia Norte-Sul.

Fonte: Agrolnk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp
Enviar um WhatsApp para a redação