domingo, julho 3A NOTÍCIA QUE INTERESSA
Shadow

OPINIÃO

Financiamento público e fraude à democracia

Financiamento público e fraude à democracia

OPINIÃO
Percival Puggina -          Na noite da última quarta-feira, quando o TSE anunciou o resultado da partilha dos R$ 4,96 bilhões destinados ao financiamento das campanhas eleitorais por ato legislativo que derrubou veto presidencial, me sobreveio justa indignação. Aquela dinheirama cortava pernas e asas da democracia. É sabido que, com raras e louváveis exceções, detentores de mandato não votam contra o próprio interesse. É para redução de riscos pessoais que não votam o fim do foro privilegiado nem a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância. Normal é a ampliação dos próprios benefícios. Mantêm o milionário privilégio das emendas parlamentares para jogar o dinheiro vivo – e sofrido – de nossos impostos nos seus nichos elei...
A todos aqueles que não perderam os seus ideais

A todos aqueles que não perderam os seus ideais

OPINIÃO
Por ALEKSANDER CAMPOS - Era um sábado, 08 de fevereiro de 1997, noite de carnaval, quando a jovem Maria Eduarda, ou Madu (como assim era chamada), saiu de sua casa rumo à praça da pequena cidade onde morava.Antes disso, Madu, dona de uma beleza ímpar e de uma altivez que a distinguia, deu um beijo no rosto de seu pai, um abraço em sua mãe e, com um olhar sereno, disse: “Tchau, logo estou de volta”. Ocorre que, naquela noite de carnaval, mal sabiam os pais da jovem que aquele “até logo” era na verdade um “adeus”.Isso porque, durante as festividades carnavalescas, Madu foi alvejada por um disparo de arma de fogo, pelas costas, efetuado pelo seu ex-namorado, rapaz com quem ela acabara de terminar um relacionamento.O rapaz foragiu, apresentou-se dias depois à autoridade policial, foi i...
O que sua intuição lhe diz?

O que sua intuição lhe diz?

OPINIÃO
Percival Puggina -          A pergunta está no ar e me faz pensar muito sobre o que dizem as pesquisas e sobre o que milhões de brasileiros percebem observando as ruas e praças do país. Em quem devo crer, se os números e curvas exibidos pelos veículos de mídia me dizem algo diferente daquilo que eu sinto e vejo? Numa opção assim, eu fico com minha intuição. Fico com o “relatório” dos meus sentimentos. E sei que conto para isso com apoio de um bom filósofo alemão chamado Shopenhauer que estudou minuciosamente essa forma de conhecimento, identificando-a como a que mais frequentemente usamos para orientar nossas ações. Vamos aos exemplos. A intuição sempre me disse que o STF de base petista iria abusar do poder que lhe está concedido pela C...
Mato Grosso: terra de oportunidades e conquistas

Mato Grosso: terra de oportunidades e conquistas

OPINIÃO
*José Wenceslau de Souza Júnior - Entre os anos de 2020 e 2021, a capital de Mato Grosso saltou da 61ª posição para a 10ª melhor cidade para empreender no país. O dado consta no levantamento do Índice de Cidades Empreendedoras (ICE) de 2022, que é elaborado pela Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). De acordo com a pesquisa, Cuiabá apresentou valores maiores que a primeira colocada, São Paulo, nos quesitos “Ambiente regulatório” e “Capital humano”, algumas das áreas pesquisadas para a obtenção do cálculo. Além disso, a capital mato-grossense é a mais bem posicionada se comparada com as demais capitais da região Centro-Oeste. O cenário é bastante relevante para Mato Grosso, pois esse crescimento acaba favorecendo não só Cuiabá, mas todo o estado. Os setores do comércio ...
Crédito de carbono: a hora é agora

Crédito de carbono: a hora é agora

OPINIÃO
Brasil não pode e não deve desperdiçar a oportunidade de atrair o volume de investimentos que certamente virá desta pauta de tamanha relevância global - Camila Bonolo Parisi* - No início dos anos 1990, o mundo começou a discutir os riscos do efeito estufa às pessoas, aos animais e, inclusive, à economia. Falava-se do risco das mudanças climáticas e da preocupação com o impacto do homem no planeta. No Brasil, a questão ganhou evidência na ECO-92, sediada no Rio de Janeiro. Naquela época, parecia que estávamos discutindo um problema do futuro. O futuro chegou. O aquecimento global é uma realidade e as catástrofes ambientais estão virando rotina. Talvez por conta dessa realidade, nos últimos dois anos tem-se avançado a passos largos a discussão do tema e os chamados créditos de carb...
Custo da Corrupção

Custo da Corrupção

OPINIÃO
Márcio Coimbra -  O brasileiro trabalha cerca de um mês por ano apenas para pagar a conta da corrupção. O desvio de dinheiro público consome 8% de tudo que é arrecadado em nosso país. São números assustadores que explicam em grande parte as razões de nossa incapacidade de reação ao subdesenvolvimento que assola a nação há tanto tempo. Se o Brasil deseja sair desta espiral de atraso é fundamental que o combate à corrupção e o respeito às leis se tornem regra e deixem de ser apenas uma utopia ilusória. Durante esta pandemia pudemos enxergar como é importante termos um sistema de saúde confiável e eficiente. Somente em 2020, a corrupção atingiu R$ 1,48 bilhão dos recursos destinados ao combate à COVID-19. Entretanto, isto não é privilégio destes tempos estranhos. Máfia dos sanguessugas...
Vale a pena declarar imposto de renda mesmo sem ser obrigado?

Vale a pena declarar imposto de renda mesmo sem ser obrigado?

OPINIÃO
Especialista do Centro Universitário Newton Paiva explica que quem teve imposto retido na fonte durante o ano de 2021 pode ter direito à restituição - A declaração do imposto de renda no Brasil, que neste ano pode ser feita até o dia 29 de abril, é conhecida por ser trabalhosa e complexa, fazendo com que muitas pessoas só façam devido à obrigatoriedade. O que poucos sabem, porém, é que a prestação de contas por aqueles que não obrigados a fazê-lo, pode trazer uma série de benefícios, tais como a restituição do valor retido. O caso principal é quando o contribuinte teve algum rendimento com tributação retida na fonte durante o ano de referência. É o caso de ter recebido pagamentos por trabalhos assalariados, férias, aluguéis ou rendimento de aplicações financeiras. “Isso ocorre po...
Advento do Admirável Mundo Novo

Advento do Admirável Mundo Novo

OPINIÃO
* Por Jean Paraskevopoulos e Frank Meylan - Em 2022, O Admirável Mundo Novo, antológico romance distópico de Aldous Huxley, publicado em 1932, completará 90 anos. Quase um século depois, muito do conteúdo desse best seller torna-se realidade: desde 2020, quando a pandemia eclodiu, temos assistido a uma disrupção e a uma transformação digital sem precedentes. Empresas e pessoas deram grandes passos na adoção de soluções tecnológicas. Há uma nova realidade, que acelerou sobremaneira a adoção da inteligência artificial, da internet das coisas e da hiperautomação. Assim, é fundamental agregar esse potencial às empresas. Todos os negócios tenderão a se tornar globais e digitais. Surge, depois da internet e das redes sociais, a Web 3 descentralizada, que cria novos...
Pantanal: protagonista da preservação ambiental

Pantanal: protagonista da preservação ambiental

OPINIÃO
Carlos Avalone - Trinta e dois anos depois, o Pantanal mato-grossense volta a inundar a telinha como protagonista de uma superprodução. A exemplo da produção de 1990, exibida pela antiga TV Manchete, o remake de “Pantanal” na TV Globo deve bater novos recordes de audiência e chamar a atenção dos telespectadores sobre a importância da preservação deste Patrimônio Natural da Humanidade e Reserva da Biosfera pela Unesco.  Jogar luz sobre o Pantanal, falar sobre a realidade atual, sobre as belezas exuberantes e também sobre as ameaças que cercam o bioma, aumenta significativamente as chances de mais pessoas se engajarem em defesa dessa região. A nova exposição deste tema, que conta com recursos tecnológicos muitos mais avançados do que em 1990 e deve reverberar nas redes sociais, m...
Crise e oportunidade

Crise e oportunidade

OPINIÃO
Ismael Almeida. A guerra entre Rússia e Ucrânia tem efeitos sentidos não apenas entre os contendores e seus povos. Há reflexos sociais em outros países do leste europeu, principais destinos dos refugiados ucranianos, como a Polônia, Hungria e Eslováquia. Mas existem também os efeitos econômicos que ultrapassam as fronteiras e mares, e já podem ser sentidas em nações por todo o mundo. Isso se dá pelo fato das correntes econômicas atualmente serem globalizadas. O impacto mais imediato sentido de maneira generalizada é o aumento do valor do barril de petróleo que chegou ao patamar de US$ 130 há poucos dias. Por ser um produto essencial para a atividade econômica, o aumento foi imediatamente sentido no bolso da população, ao abastecer os seus carros. De fato, o fluxo comercial da Rús...
WhatsApp
Enviar um WhatsApp para a redação