quarta-feira, agosto 12A NOTÍCIA QUE INTERESSA
Shadow

ECONOMIA

Novo decreto altera horário de funcionamento de setores do comércio e do toque de recolher

Novo decreto altera horário de funcionamento de setores do comércio e do toque de recolher

CUIABÁ, ECONOMIA
As determinações contidas no decreto nº 8.034 passam a vigorar a partir da próxima quarta-feira (05) - Assessoria - O prefeito Emanuel Pinheiro editou nesta segunda-feira (03) o decreto nº 8.034, promovendo alterações nos horários de atendimento dos setores comerciais liberados para atividade em Cuiabá. O documento libera o funcionamento bares, restaurantes e congêneres de rua aos domingos e feriados e muda o período do toque de recolher que, de 5 a 23 de agosto, passa a vigorar das 23h às 5h. O ato segue o compromisso assumido pelo chefe do Executivo que, na última segunda-feira (27), ao assinar o decreto nº 8.020 estabelecendo o retorno das atividades econômicas, garantiu a avaliação semanal da medida, implementando os ajustes necessários. Vale destacar que, como como forma de
Auxílio emergencial: 65,3 milhões de brasileiros recebem a 4ª parcela

Auxílio emergencial: 65,3 milhões de brasileiros recebem a 4ª parcela

BRASIL, ECONOMIA
Aplicativo auxílio emergencial do Governo Federal. Mais de um terço dos valores pagos foi para a população do Nordeste - Agência Brasil - A Caixa Econômica Federal atendeu 65,3 milhões de brasileiros com o pagamento de quatro parcelas do auxílio emergencial até esta quinta-feira (23). Desse total, 19,2 milhões já eram beneficiários do Programa Bolsa Família; 10,5 milhões constavam do Cadastro Único (CadÙnico) e outros 35,6 milhões são pessoas que não tinham nenhum registro de pagamento de benefícios anterior à pandemia da covid-19 (54% do total) . Os três grupos, no total de quatro parcelas, receberam R$ 129,5 bilhões. Desse valor, R$ 51,5 bi foram destinados aos inscritos no Bolsa Família; R$ 21,1 bi para quem constava no CadÚnico; e R$ 56,9 bi (44%
Brasil tem 12,4 milhões de pessoas desocupadas, segundo IBGE

Brasil tem 12,4 milhões de pessoas desocupadas, segundo IBGE

ECONOMIA
Pesquisa é referente a semana entre 21 e 27 de junho - Agência Brasil - A população desocupada no Brasil foi estimada em 12,4 milhões de pessoas na semana entre 21 e 27 de junho, uma taxa de desocupação de 13,1%. O número equivale a um aumento de 12,3% com relação à semana anterior, quando 11,7 milhões estavam desocupados, e alta de 10,5% com relação a primeira semana de maio.  Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD COVID-19) para a semana entre 21 e 27 de junho, divulgada, hoje (17), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).  Ocupação Já a população ocupada do país, a pesquisa estima em 82,5 milhões (48,5%) na última semana de junho, enquanto na semana anterior era de 84 milhões de pessoas. Abaixo também na c
Governo desiste de fracionar parcelas do auxílio emergencial

Governo desiste de fracionar parcelas do auxílio emergencial

BRASIL, ECONOMIA
Quem recebe desde abril sacará quinta parcela até fim de outubro - Agência Brasil - Brasília - O governo desistiu de fracionar o pagamento da quarta e da quinta parcela do auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras). O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou um novo calendário de pagamentos, que substituirá o divulgado anteriormente. Em alguns casos, o saque do benefício depositado na conta poupança digital foi antecipado.“São 65 milhões de pessoas recebendo. Por causa da pandemia e do pagamento digital, realizar dois pagamentos num mês seria uma coisa que vimos que ia gerar muita confusão. Se a gente realizasse dois pagamentos por mês seriam 60 milhões de pagamentos. Do ponto de vista operacional, respeitando a que
Governo divulga calendários dos novos pagamentos do auxílio emergencial

Governo divulga calendários dos novos pagamentos do auxílio emergencial

BRASIL, ECONOMIA
Beneficiários receberão valores conforme mês de nascimento - Agência Brasil - Brasília - Portaria publicada na edição de hoje (17) do Diário Oficial da União define calendário para novos pagamentos do auxílio emergencial. De acordo com a portaria, o público beneficiário do auxílio emergencial passa a receber conforme ciclos de créditos em poupança social digital da Caixa. Os saques em espécie ou transferências também seguirão calendário definido por mês de nascimento. Primeiro ciclo O público beneficiário do auxílio emergencial que tenha recebido a primeira parcela em abril de 2020, receberá o crédito da quarta parcela em poupança social digital aberta em seu nome, de 22 de julho a 26 de agosto, conforme o mês de nascimento. Assim, nascidos em janeiro recebem no d
Jucemat registra aumento de 14% no fechamento de empresas no primeiro semestre

Jucemat registra aumento de 14% no fechamento de empresas no primeiro semestre

ECONOMIA, ESTADO
Secom-MT - Fachada da Junta Comercial de Mato Grosso (Jucemat) Foto por: Christiano Antonucci Mato Grosso fechou o primeiro semestre deste ano com a abertura de 9.257 empresas, e a baixa de 6.217 empreendimentos. Os números representam um aumento de baixas de empresas de 14,5% em comparação com 2019, que registrou o fechamento de 5.428 empreendimentos no período.  O fechamento de empresas vem sofrendo aumento desde 2018, ano que registrou 4.215 encerramentos formais. Os dados são da Junta Comercial de Mato Grosso (Jucemat), que é a responsável pelo arquivamento de registros empresariais.  Por outro lado, houve queda de 9,9% na abertura de empresas, em comparação com o mesmo período no ano passado, que registrou 10.280 novos empreendimentos.  Apesar da dimin
Análise do TCU é último passo para edital de construção da Ferrogrão

Análise do TCU é último passo para edital de construção da Ferrogrão

AGRONEGÓCIO, BRASIL, ECONOMIA
São estimados investimentos de R$ 8,4 bilhões no projeto de concessão - Agência Brasil* - Já está com o Tribunal de Contas da União (TCU) o projeto de concessão da Ferrogrão, nova ferrovia que ligará Sinop, no norte de Mato Grosso (MT), a Itaituba, no Pará (PA). O documento foi protocolado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), na última sexta-feira (10). Cabe ao TCU, agora, a análise da documentação para a publicação do edital de licitação ainda este ano. O plano, acompanhado dos estudos técnicos e das minutas de edital e de contrato foi assinado pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, após liberação da diretoria da ANTT, na terá-feira (7). São esperados investimentos de R$ 8,4 bilhões no projeto de concessão. “Hoje, mais de 70% da safra m
Mercado financeiro projeta queda de 6,1% na economia neste ano

Mercado financeiro projeta queda de 6,1% na economia neste ano

BRASIL, ECONOMIA
A informação foi divulgada hoje pelo Banco Central - Agência Brasil - A previsão do mercado financeiro para a queda da economia brasileira este ano foi ajustada de 6,50% para 6,10%. A estimativa de recuo do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – está no boletim Focus, publicação divulgada todas as semanas pelo Banco Central (BC), com a projeção para os principais indicadores econômicos. Para o próximo ano, a expectativa é de crescimento de 3,50%, a mesma previsão há sete semanas consecutivas. Em 2022 e 2023, o mercado financeiro continua a projetar expansão de 2,50% do PIB. Inflação As instituições financeiras consultadas pelo BC aumentaram a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 1,63% par
Produção industrial cresce em 12 de 15 locais pesquisados em maio

Produção industrial cresce em 12 de 15 locais pesquisados em maio

ECONOMIA
Taxas positivas refletem retorno à produção, diz IBGE - Agência Brasil - Em maio, a indústria cresceu em 12 dos 15 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com a Pesquisa Industrial Mensal (PIM) Regional, as taxas foram positivas na comparação com abril, na série com ajuste sazonal. Os percentuais mais elevados foram no Paraná (24,1%), em Pernambuco (20,5%) e no Amazonas (17,3%). A alta foi registrada também na região Nordeste (12,7%) e nos estados do Rio Grande do Sul (13,3%), São Paulo (10,6%) e Bahia (7,6%), todos com elevação acima da média nacional (7,0%). Embora tenham conseguido taxas positivas Minas Gerais (6,3%), Santa Catarina (5,4%), Rio de Janeiro (5,2%), Mato Grosso (4,4%) e Goiás (3,0%), ficaram abaixo da média na
Em maio, 13,3% das pessoas ocupadas exerceram teletrabalho

Em maio, 13,3% das pessoas ocupadas exerceram teletrabalho

ECONOMIA
Estudo teve por base PNAD Covid-19 do IBGE - Agência Brasil - Em maio, o teletrabalho foi exercido por 13,3% das pessoas ocupadas no Brasil, o equivalente a 8,7 milhões de trabalhadores, segundo o estudo que teve como base a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Covid-19 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O dado consta na nota técnica Teletrabalho na pandemia: efetivo versus potencial, divulgada hoje (8) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Esse percentual é menor do que o potencial de teletrabalho projetado anteriormente pelos pesquisadores do Ipea e do IBGE, que estimaram que o trabalho exercido de forma remota poderia ser possível para 22,7% das ocupações no Brasil, o equivalente a 20,8 milhões de pessoas.  Em