terça-feira, maio 17A NOTÍCIA QUE INTERESSA
Shadow

Covid: Autoanticorpos levam à formação de coágulos potencialmente fatais

Please enter banners and links.

De acordo com um novo estudo, níveis elevados dessas proteínas que atacam os próprios tecidos do corpo humano foram identificados na corrente sanguínea de aproximadamente 250 doentes hospitalizados com Covid-19 –
Covid: Autoanticorpos levam à formação de coágulos potencialmente fatais

POR NOTÍCIAS AO MINUTO LIFESTYLE 

Ao invés de agirem em defesa do organismo, os autoanticorpos atacam as células e tecidos do próprio corpo. Sendo que essas proteínas podem estar por trás da formação de coágulos sanguíneos reportados por pacientes com Covid-19, revela um estudo publicado no jornal Arthritis & Rheumatology e citado pela revista Galileu. 

Para efeitos daquela pesquisa, os investigadores analisaram amostras de sangue de quase 250 indivíduos hospitalizados com a patologia pandémica e de 100 pessoas saudáveis. Nas amostras dos voluntários hospitalizados, os especialistas identificaram índices elevados de autoanticorpos antifosfolípides, que por sua vez podem desencadear o surgimento de coágulos sanguíneos nas artérias e veias em quem sofre, por exemplo, de distúrbios autoimunes como lúpus e síndrome antifosfolípide.

Segundo a revista Galileu, os investigadores da Universidade do Michigan, nos Estados Unidos, realizaram um outro estudo sobre o tema em 2020, com camundongos. Na altura, os cientistas registaram que os autoanticorpos de doentes com Covid-19 causavam uma coagulação notório no sangue dos roedores.

Ora, no estudo mais recente os académicos notaram que tal sucedeu na medida em que as moléculas parecem stressar as células endoteliais que compõem o revestimento interno dos vasos sanguíneos. Consequentemente, as estruturas do endotélio perdem a habilidade de impedir a formação de coágulos. 

“Isso fornece uma conexão ainda mais forte entre a formação de autoanticorpos e a coagulação na Covid-19”, disse Hui Shi, principal autor do artigo, num comunicado

Shi refere que as células endoteliais são ativadas pelas moléculas que atacam o próprio corpo, fazendo com que os vasos sanguíneos fiquem ‘pegajosos’. Processo que leva a que outras células sejam atraídas para as paredes dos vasos, elevando assim o risco de incidência de trombose.

“Tal pode afetar muitos dos órgãos essenciais do corpo”, comentou o investigador. 

Adicionalmente, no momento em que os especialistas retiraram os autoanticorpos antifosfolipídeos das amostras de sangue humanas, dissipou-se a ativação das células endoteliais responsável pela coagulação. Por outras palavras, a equipa de investigadores comprovou mais uma vez o papel fundamental desempenhado por  esses autoanticorpos nos coágulos causados pela Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp
Enviar um WhatsApp para a redação