quarta-feira, maio 18A NOTÍCIA QUE INTERESSA
Shadow

AMAGGI: ação Emergencial é concluída com mais de 2 mil toneladas de alimentos distribuídos

Please enter banners and links.

Para fazer frente aos impactos socioeconômicos da pandemia da Covid-19, a AMAGGI e a Fundação André e Lucia Maggi (FALM) distribuíram em 2021 mais de duas mil toneladas de alimentos a mais de 20,8 mil famílias em situação de vulnerabilidade social nos estados de Amazonas, Rondônia e Mato Grosso, uma doação equivalente a mais de R$ 11 milhões. Os números são da prestação de contas da Ação Emergencial, iniciativa realizada entre maio e dezembro do ano passado para beneficiar a população de 18 municípios em que a AMAGGI atua.

De acordo com o balanço da Ação Emergencial, publicado pela FALM nesta quarta-feira (9), foram distribuídas exatamente 151.032 cestas básicas com alimentos não-perecíveis para famílias em vulnerabilidade social de acordo com mapeamento indicando aumento da população na faixa de pobreza e extrema pobreza, bem como altos índices de contágio de Covid-19.

“Em todas as fases da campanha, contamos com parceiros incríveis que não mediram esforços para contribuir. Fica nosso agradecimento a cada um deles. Sabemos que ainda temos um longo caminho a percorrer em relação aos impactos causados pela pandemia, e a FALM vem desenvolvendo ações e projetos que possam contribuir para minimizar os impactos negativos nas comunidades em que atuamos”, comenta a gerente de investimento social da FALM, Aletéa Rufino.

Ação Emergencial

Do total, a maior quantidade de cestas básicas – 73,8 mil – foi entregue a famílias mato-grossenses, nos municípios de Cuiabá, Confresa, Diamantino, Ipiranga do Norte, Itiquira, Novo Horizonte, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Querência, Rondonópolis, São José do Xingu e Várzea Grande (com doações pontuais também em Cáceres e Tangará da Serra). No Amazonas, 51.950 cestas foram entregues a famílias em Manaus e Itacoatiara. Já em Rondônia, famílias de Porto Velho, Ariquemes, Cerejeiras e Vilhena receberam 25.082 cestas.
A Ação Emergencial foi operacionalizada pela FALM, responsável pelo Investimento Social Privado da AMAGGI, e auxiliada por parceiros: o SESC, por meio do Programa Mesa Brasil, realizou a distribuição dos alimentos para 223 organizações sociais parceiras que efetivamente entregaram as doações, tendo em vista o perfil das famílias em situação de pobreza e extrema pobreza em cada município selecionado (conforme inscrição no CadÚnico em suas localidades).
Dentre as organizações sociais participantes da Ação Emergencial, 74 haviam passado pelo Programa Fortalecer para Desenvolver, da FALM, que fortalece organizações locais para uma participação social mais efetiva na transformação da realidade em suas comunidades.
Antes da Ação Emergencial, a crise social e sanitária associada à pandemia da Covid-19 já tinha mobilizado a AMAGGI. A companhia e a FALM doaram equipamentos hospitalares e alimentos – perfazendo cerca de R$ 6 milhões – para unidades de saúde e famílias em vulnerabilidade.

Municípios contemplados

Amazonas
Manaus
Itacoatiara

Mato Grosso
Cáceres
Cuiabá
Confresa
Diamantino
Ipiranga do Norte
Itiquira
Novo Horizonte
Pontes e Lacerda
Primavera do Leste
Querência
Rondonópolis
São José do Xingu
Tangará da Serra
Várzea Grande

Rondônia
Porto Velho
Ariquemes
Cerejeiras
Vilhena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp
Enviar um WhatsApp para a redação