terça-feira, outubro 27A NOTÍCIA QUE INTERESSA
Shadow

“Queremos proteger os idosos”, afirma Mandetta

Please enter banners and links.

Número de casos confirmados de Covid-19 subiu para 37 –
Agência Brasil –

O número de casos confirmados do novo coronavírus no Brasil subiu para 37. O novo número foi divulgado pelo Ministério da Saúde hoje (11). O balanço registra três novos casos em relação ao divulgado ontem (10), quando foram contabilizados 34 casos.

Entre os novos casos confirmados foram identificados um novo no Rio Grande do Sul e dois novos no Rio de Janeiro. No total, São Paulo concentra a maioria das pessoas infectadas (19), seguido de Rio de Janeiro (10), Bahia e Rio Grande do Sul (2) e Alagoas, Espírito Santo Minas Gerais e Brasília (1).

Os casos suspeitos ficaram em 876, um pouco abaixo do total registrados ontem (893). Já os casos descartados somaram 880. A taxa de letalidade (a proporção de mortes em decorrência do vírus pelo número de casos) está em 3,4%.

No panorama global, o número de casos continua subindo. Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, que monitora o Covid-19 em parceria com institutos e ministérios de saúde de diversos países, 121.564 pessoas foram diagnosticadas com o novo coronavírus. O número de mortes, no momento da reportagem, é de 4.373. O número de pessoas que não apresentam mais sintomas após terem sido diagnosticadas – portanto, consideradas curadas – está em 66.239.

Foco nos idosos

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou hoje (11) ao divulgar boletim de atualização sobre o novo coronavírus que o foco das ações está em “proteger idosos e pessoas com saúde debilitada, principal grupo de risco do coronavírus”. De acordo com os dados mais recentes, o país tem agora 37 dados confirmados de infecção pelo Covid-19.

Medidas no Congresso

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou na abertura da sessão que o Congresso adotará medidas sanitárias para prevenir a disseminação do coronavírus.

Pandemia

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou, há pouco, que o novo coronavírus agora é classificado como pandemia, o que altera o protocolo de ação de países signatários da organização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *