quinta-feira, julho 11A NOTÍCIA QUE INTERESSA
Shadow

Codem Aprova 50 Cartas Consultas para Novos Armazéns em Mato Grosso

Please enter banners and links.

Investimentos Visam Suprir Déficit de Armazenagem de Grãos no Estado –
Codem Aprova 50 Cartas Consultas para Novos Armazéns em Mato Grosso

O Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso (Codem), sob a presidência da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, autorizou a emissão de 50 cartas consultas para projetos de novos armazéns destinados à implantação e ampliação de estruturas de armazenagem de grãos no estado. Esses projetos foram aprovados no período entre 1º de janeiro do ano passado e 26 de janeiro deste ano.

O Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste disponibilizará até R$ 11,15 bilhões para financiar iniciativas voltadas ao desenvolvimento sustentável nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal, sendo que somente em Mato Grosso estão destinados R$ 3,31 bilhões.

Após análise criteriosa, o Codem verifica se as propostas de financiamento, buscando recursos junto ao Banco do Brasil, estão em conformidade com as legislações, resoluções e portarias federais estabelecidas. A aprovação pelo conselho viabiliza o acesso dos empresários e produtores rurais aos recursos necessários para seus projetos.

“Cada conselho estadual avalia as propostas com foco no desenvolvimento regional, priorizando cartas-consulta que promovam aumento na arrecadação de impostos, atraiam novos investimentos e contribuam para a geração e manutenção de empregos diretos e indiretos”, explicou o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, por meio de sua assessoria.

Apesar do crescimento de 1% na capacidade estática de armazenagem em Mato Grosso, que atingiu 50,5 milhões de toneladas segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o estado ainda enfrenta um déficit significativo. Este déficit se torna ainda mais crítico diante da projeção de produção de grãos para a safra 2023/24, estimada em 89,9 milhões de toneladas, o que indica um déficit projetado de 39.303.894 milhões de toneladas em capacidade de armazenagem.

Mesmo com a expectativa de uma redução de 11% na produção em comparação à temporada anterior, quando foram colhidos 101 milhões de toneladas, a necessidade de infraestrutura adequada para o armazenamento dos grãos permanece como um desafio crucial para o estado de Mato Grosso.

Fonte: Portal do Agronegócio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp
Enviar um WhatsApp para a redação
%d blogueiros gostam disto: