sábado, novembro 27A NOTÍCIA QUE INTERESSA
Shadow

Dia: 4 de novembro de 2021

Pandemia evidencia importância da fisioterapia respiratória

Pandemia evidencia importância da fisioterapia respiratória

SAÚDE E BEM ESTAR
Especialista explica quais condições podem ser tratadas com a modalidade e alerta para os cuidados com os conteúdos que circulam na internet sobre o assunto - O número de recuperados da Covid-19 foi um dos indicadores que trouxeram algum conforto durante a pandemia. No entanto, isso não significa que os pacientes recuperaram de imediato a condição física que tinham antes da infecção. Segundo uma pesquisa feita em 2020 pela universidade de Leicester, no Reino Unido, sete em cada dez pacientes que foram hospitalizados ainda tinham sequelas cinco meses após a alta. É nesse contexto que muitas pessoas foram apresentadas à fisioterapia respiratória, especialidade que tem se tornado cada vez mais importante para a recuperação total da doença. Trata-se de uma das especializações da fisiote...
Novembro Azul – 40% dos casos de câncer em Cuiabá, são os de próstata

Novembro Azul – 40% dos casos de câncer em Cuiabá, são os de próstata

SAÚDE E BEM ESTAR
Especialista explica que a doença é uma das mais comuns entre homens. Diagnóstico precoce é essencial para garantir chances de cura - O câncer de próstata é a neoplasia mais comum entre os homens em Mato Grosso. Segundo Instituto Nacional de Câncer (Inca), a taxa de incidência bruta da doença, prevista para até 2022, representa 34,47% dos casos totais de câncer no estado. Só em Cuiabá, o dado do Inca demonstra que ele está presente em 40,20% das neoplasias previstas para o período. Por outro lado, o professor do curso de medicina da Universidade de Cuiabá, Carlos Evaristo Metello, explica que a doença pode ser diagnosticada ainda no início, aumentando as chances de cura. O urologista diz que o câncer de próstata é silencioso quando está em sua fase inicial e aponta a impor...
COP 26: reciclagem de latas de alumínio para bebidas no brasil é destaque em Glasgow

COP 26: reciclagem de latas de alumínio para bebidas no brasil é destaque em Glasgow

MUNDO
Campeãs de reciclagem no mundo, as latas de alumínio brasileiras já evitaram a emissão de 19 milhões de toneladas de gases de efeito estufa na atmosfera desde 2005. Com 30 bilhões de latinhas recicladas no último ano, setor gera renda para mais de 800 mil catadores em todo o Brasil - O exemplo brasileiro de reciclagem de latas de alumínio para bebidas foi apresentado como case de sucesso ao mundo, nesta quinta-feira (04), no pavilhão Brasil-Glasgow na COP26. Com média histórica de reciclagem de 97% das latas, o Brasil é um dos líderes mundiais, deixando para trás Estados Unidos, com 60% e Europa, com média de 67%. Com a marca de aproximadamente 400 mil toneladas de latas - ou 30 bilhões de unidades recicladas por ano - o Brasil recicla, hoje, o equivalente a ¼ (um quarto) de todo al...