sábado, abril 13A NOTÍCIA QUE INTERESSA
Shadow

Nenel cadê você? O seu silêncio tá incomodando o Boteco da Alameda

Please enter banners and links.

Por Blogdovaldemir

O prefeito cuiabano, o emedebista Nenel Pinheiro deu sinais de que sentiu fortemente o seu afastamento da Prefeitura de Cuiabá. Foi um direto de “direita” bem no fígado. Sentiu… e o juiz deu a contagem para o termino da luta.

Nesta terça-feira (5), o seu silêncio incomodou o grupo político do Boteco da Alameda, já que das 19 “Operações Policiais“, não tínhamos uma pause do prefeito cuiabano Nenel Pinheiro, sempre havia entrevistas e o giro da sua metralhadora para todos os cantos, mesmo que seja uma nota oficial. Não passava de uma ou duas horas.

Ninguém do Palácio Alencastro diz nada, mas todo mundo está pensando. Eles estão prestando atenção na conversa.

Às vezes, pensamos que o silêncio significa não dizer nada. Mas, na verdade, permite às pessoas se aquietarem e refletirem um pouco mais profundamente.

Nenel, o grupo político dos cabeças pensantes do núcleo duro do Boteco da Alameda entende muito bem o momento que passa, entretanto, contudo, todavia, existem momentos em que é necessário falar. O silêncio pode, algumas vezes, ser mal interpretado.

“Como a abelha trabalha na escuridão, o pensamento trabalha no silêncio e a virtude no segredo.” – Mark Twain (1835-1910), escritor norte-americano.

Hum… tá bom, o seu advogado e AMIGO” Francisco Faiad, aconselhou a pensar antes de responder e falar qualquer coisa que viesse a cabeça.

Eitaa lasqueiraaaa, só queremos que entenda que o Boteco da Alameda não lida bem com o seu silêncio, por um grande motivo: vai fazer com que os frequentadores se sintam desconfortáveis e possivelmente na Câmara Municipal de Cuiabá façam concessões sem que o menino da Rua Joaquim Murtinho tenha de fazer absolutamente nada.

Então, é a sua melhor resposta é calar e esperar. O núcleo duro do Boteco da Alameda tem uma solução: se você tiver de falar alguma coisa para a imprensa, faça uma pergunta direta, como você reagiria a essa resposta.

É verdade Nenel, tudo bem que não gosta dos frequentadores do Boteco da Alameda, mas as vezes, o silêncio absoluto se assemelha a uma solidão monstruosa, como um abandono insuportável. Tá se sentindo sozinho, amigo do editor do Blog do Valdemir?

E cadê os seus “AMIGOS”? Estava imaginando que eram aliados? Foram de algumas horas. A boa para o Boteco da Alameda é que o seu silêncio eles podem ouvir o eco do trânsito da Alameda, ou o leve barulho das águas do Rio Cuiabá. Pelo menos isso!

Nenel, a verdade precisa ser dita: tá se saindo bem, na dúvida escolha o silêncio. Ele incomoda, irrita, chateia, não gasta sua energia e ainda por cima preserva a sua imagem. Eitaaaa, essa foi profunda!

Nenel cadê você?

Depois do menino da Rua Joaquim Murtinho perder as chaves do Palácio Alencastro, a Câmara Municipal de Cuiabá presidido pelo vereador Francisco Carlos Amorim, o Chico 2000 (PL), seria um bunker a partir do qual os nenelzitos, manteria as instituições sob tensão.

A Câmara Municipal de Cuiabá e seus pares vai ser fundamental para manter a capital de todos os mato-grossenses na linha.

Com o afastamento de Nenel Pinheiro, aliados do prefeito cuiabano e ele próprio, parece ter perdido o rumo, tudo indica de que os amigos estão desorganizados.

Diante do cenário que cada vez mais suspeitas coloca em seu colo, Nenel Pinheiro escapuliu para Brasília. Nesta terça-feira, o Boteco da Alameda insinuou que alguns amigos em BSB, cogitaram a ideia de pedirem para os deputados distritais concederem o título de Cidadão Honorário ao menino da Rua Joaquim Murtinho.

Pensam que é impossível? Não existe esse vocabulário para a turma do Boteco da Alameda, senão vejamos, convenhamos e acompanhamos: é possível ser Cidadão de Brasília sem morar ou ter nascido na Capital de todos os brasileiros?

Quem garante essa honraria é a Câmara Legislativa, ao promover alguém como “Cidadão Honorário”. Para isso, tem que ficar comprovado a contribuição do homenageado a cidade. O que não falta no currículo de Nenel Pinheiro, senão vejamos: caminhada, visita a amigos, visita aos restaurantes do Lago Norte, se hospeda no apartamento funcional do seu primogênito deputado federal Nenelzinho Pinheiro (MDB).

Essas são as contribuições de Nenel Pinheiro.

E tem mais: contratos com juristas experientes de BrasíliaSão Paulo e Rio de Janeiro. Querem mais? Já fez 36 viagens nos últimos 7 meses. Por isso que o Nenel Pinheiro merece essa honraria em Brasília.

Para finalizar: a lenga-lenga político e judicial chegou a novo estágio. Mas, não é o fim. E paralelamente, eleva-se a temperatura do processo sucessório municipal.

Segue o fluxo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp
Enviar um WhatsApp para a redação
%d blogueiros gostam disto: