domingo, março 3A NOTÍCIA QUE INTERESSA
Shadow

Mais máquinas para agricultura familiar é prioridade na nova política industrial

Please enter banners and links.

Brasil segue firme o caminho da neoindustrialização e o MDA tem papel importante nessa jornada

Mais máquinas para agricultura familiar é prioridade na nova política industrial

Foto: Divulgação

O Programa Mais Alimentos, que incentiva a produção e o acesso de máquinas específicas para a agricultura familiar, tem destaque na Nova Indústria Brasil (NIB) do Governo Federal. A nova política tem como objetivo melhorar a vida das pessoas, estimular o desenvolvimento produtivo e tecnológico, ampliar a competitividade da indústria brasileira, nortear os investimentos, promover melhores empregos e impulsionar a presença qualificada do País no mercado internacional.

“A Nova Indústria Brasil tem uma missão específica de fortalecimento das cadeias agroindustriais para que elas se tornem mais sustentáveis e digitais e que a gente alcance a segurança alimentar, nutricional e energética no nosso País. E a agricultura familiar tem um grande papel nesse processo”, afirma Fernanda Machiaveli, secretária-executiva do Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA).

A NIB vai impulsionar o desenvolvimento nacional, com sustentabilidade e inovação. O Programa Mais Alimentos está no âmbito da missão 1, que estabelece a meta de garantia da segurança alimentar e nutricional dos brasileiros passa pelo fortalecimento das cadeias agroindustriais. A Política prevê investimento de R$ 20 bilhões, que vai resultar na ampliação do uso de máquinas e equipamentos agrícolas nas propriedades da agricultura familiar, até 2033. Atualmente, apenas 18% dos estabelecimentos são mecanizados.

Além disso, 95% dessas máquinas devem ser produzidas nacionalmente. Entre as prioridades relacionadas a essa missão estão a fabricação de equipamentos para agricultura de precisão, máquinas agrícolas para a grande produção, ampliar e otimizar a capacidade produtiva da agricultura familiar para a produção de alimentos saudáveis.

“Estamos falando de um círculo virtuoso em que, ao disponibilizar crédito por meio do Programa Mais Alimentos, por exemplo, conseguiremos aumentar a demanda para a indústria nacional que gera empregos ao mesmo tempo em que diminuiremos a penosidade do trabalho no campo, aumentando a produtividade e fortalecendo o agricultor e a agricultora familiar, responsável pela produção do alimento saudável que chega à mesa de todas as famílias brasileiras”, concluiu

Nos seis primeiros meses da safra 2023/2024 foram contratados R$11,8 bilhões pelo Programa Mais Alimentos, distribuídos em 141 mil operações para aquisição de equipamentos pela agricultura familiar. “Nós vamos aumentar o acesso a maquinários, implementos e equipamentos agrícolas para toda a cadeia da Agricultura Familiar”, pontuou a secretária.

O CDNI irá deliberar nos próximos 90 dias sobre as metas sugeridas no plano de ação, baseado em cada uma das missões estabelecidas pelo colegiado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp
Enviar um WhatsApp para a redação
%d blogueiros gostam disto: