terça-feira, maio 21A NOTÍCIA QUE INTERESSA
Shadow

Rússia suspende proibição da maior parte das exportações de diesel

Please enter banners and links.

As restrições às exportações de gasolina ainda estão em vigor.

Combustível

MOSCOU – O governo da Rússia disse na sexta-feira que suspendeu a proibição das exportações de diesel por oleoduto via portos, removendo a maior parte das restrições instaladas em 21 de setembro.

As restrições às exportações de gasolina ainda estão em vigor.

O diesel é o principal produto petrolífero exportado pela Rússia, com cerca de 35 milhões de toneladas exportadas no ano passado, das quais quase três quartos foram enviadas por oleodutos. A Rússia também exportou 4,8 milhões de toneladas de gasolina em 2022.

“O governo suspendeu as restrições às exportações de combustível diesel entregue aos portos marítimos por meio de dutos, desde que o fabricante forneça pelo menos 50% do combustível diesel produzido ao mercado interno”, disse o governo em um comunicado.

As restrições às exportações de combustível pela Rússia, o maior exportador marítimo de combustível do mundo, logo à frente dos EUA, aumentaram os preços globais e forçaram alguns compradores a buscar fontes alternativas de gasolina e diesel.

Depois que a União Europeia proibiu as importações de combustível russo por causa das ações de Moscou na Ucrânia, a Rússia redirecionou suas exportações de diesel e outros combustíveis com destino à Europa para o Brasil, a Turquia, vários países do norte e oeste da África e os países do Golfo no Oriente Médio.

Os países do Golfo, que têm suas próprias grandes refinarias, reexportam o combustível.

A Rússia vem enfrentando escassez e altos preços de combustível nos últimos meses, o que prejudicou especialmente os agricultores durante a época de colheita.

“A decisão das autoridades ajudará a resolver ambos os problemas, mas não os resolverá completamente”, escreveu a corretora BCS, com sede em Moscou, em uma nota matinal.

“Ainda esperamos que mudanças tributárias sejam introduzidas em breve, o que removerá a maioria ou todas as oportunidades de arbitragem para que os comerciantes independentes obtenham lucratividade nas exportações.”

Na sexta-feira, o governo também aumentou o imposto de exportação de combustível para os revendedores, que não produzem o combustível, de 20.000 rublos para 50.000 rublos (495,63 dólares) por tonelada e reinstalou subsídios para as refinarias de petróleo em sua totalidade a partir de 1º de outubro.

“O governo está reprimindo as tentativas dos revendedores de comprar combustível antecipadamente para posterior exportação quando as restrições atuais forem suspensas. Isso também os impede de exportar… combustível sob o disfarce de outros produtos”, disse.

Fonte: Reuters

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp
Enviar um WhatsApp para a redação
%d blogueiros gostam disto: