quinta-feira, junho 13A NOTÍCIA QUE INTERESSA
Shadow

Em edição com premiação recorde, Goiás é campeão da Copa Verde

Please enter banners and links.

Assessoria CBF –

Após vencer o primeiro jogo por 2 a 0, Esmeraldino derrota Paysandu por 2 a 1, em Goiânia, e vence competição pela primeira vez –

Final da Copa Verde entre Goiás e Paysandu

Uma grande partida marcou o jogo final da Copa Verde. Com a vantagem de ter vencido o primeiro embate por 2 a 0, o Goiás fez valer o mando de campo e venceu o Paysandu por 2 a 1, nesta quarta-feira, no Estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia.

Foi a primeira vez que o Goiás soltou o grito de campeão da Copa Verde. Maior vencedor do Campeonato Goiano, o Esmeraldino jamais havia conquistado o torneio, diferente do Paysandu, que levantou a taça três vezes.

“É um título nacional e, desde o começo, valorizamos muito o torneio. Não fomos com time reserva em nenhum jogo, sempre com a força máxima. Respeitando muito o Paysandu nas duas partidas finais. Enfim, nosso torcedor merece”, disse o técnico Émerson Ávila.

Final da Copa Verde entre Goiás e PaysanduFinal da Copa Verde entre Goiás e Paysandu
Créditos: Wildes Barbosa/CBF

Em sua décima edição, a Copa Verde contou com investimento e premiação recordes neste ano. Por ser campeão, o Goiás vai embolsar R$ 400 mil, o dobro em relação ao campeão de 2022.

Além disso, os goianos garantiram vaga na terceira fase da Copa do Brasil de 2024. Neste ano, a CBF pagou R$ 2,1 milhões para os times que disputaram essa fase da competição nacional. Já o vice-campeão ganhará R$ 200 mil, o valor também é recorde.

“Esse torneio é maravilhoso. É bem feito e agrega as equipes de menor investimento. Dá oportunidade para que elas enfrentem grandes clubes do país, uma vez que seu campeão já entra nas oitavas de final da Copa do Brasil. Parabéns à CBF de fazer tão bem essa competição e agradeço a Deus por mais um título na minha carreira”, comentou o veterano atacante Apodi, do Goiás.

Final da Copa Verde entre Goiás e PaysanduFinal da Copa Verde entre Goiás e Paysandu
Créditos: Wildes Barbosa/CBF

No total, a CBF desembolsou R$ 6 milhões, valor histórico, para realizar a décima edição da competição. A entidade é responsável por pagar cota de participação a todos os clubes e custear as despesas dos jogos, que inclui transporte, hospedagem, arbitragem, VAR, alimentação e antidopagem, entre outros gastos das partidas. A CBF quer tornar a competição sustentável comercialmente nos próximos três anos.

Final da Copa Verde entre Goiás e PaysanduFinal da Copa Verde entre Goiás e Paysandu
Créditos: Wildes Barbosa/CBF

GOIÁS CAMPEÃO

Para conquistar a Copa Verde, o Goiás tratou de liquidar o duelo logo no primeiro tempo. Aos cinco minutos, Maguinho sofreu pênalti. Vinicius cobrou e colocou o esmeraldino na frente: 1 a 0. Quase 30 minutos depois, roteiro semelhante. Matheus Peixoto é derrubado na área. Ele mesmo cobra e faz Goiás 2 a 0, aos 38 minutos do primeiro tempo.

“É um sentimento de muita alegria. Dar esse título à Nação Esmeraldina é muito bom. O apoio dessa torcida é algo que contagia. Estou muito feliz”, comentou Vinicius, que, após a decisão, fez festa no gramado com seus filhos Lucas e Vinicius Jr. 

Final da Copa Verde entre Goiás e PaysanduFinal da Copa Verde entre Goiás e Paysandu
Créditos: Wildes Barbosa/CBF

Para Matheus Peixoto, entrar para história como autor de um gol na conquista do título é algo quase que indescritível. “Emoção forte. A gente sabia da importância da Copa Verde. Lutamos bastante para isso e, nos jogos finais, mantivemos os pés no chão.”

A resposta do Paysandu só veio no início da etapa final. Aos 8 minutos, após cruzamento na área, Bruno Alves aproveitou a sobra e diminuiu o placar: 2 a 1. Com quase 12 mil torcedores presentes na Serrinha, o Goiás administrou a vantagem e esperou os minutos finais para dar o inédito grito de campeão da Copa Verde de 2023.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp
Enviar um WhatsApp para a redação
%d blogueiros gostam disto: