terça-feira, maio 17A NOTÍCIA QUE INTERESSA
Shadow

Rondonópolis terá hospital de prevenção e tratamento de câncer

Please enter banners and links.

Em breve o município polo da região sudeste será contemplado com uma unidade de prevenção e tratamento de câncer 100% SUS, com capacidade de atendimento de até 800 mil pessoas –

VÂNIA NEVES –

A reunião requerida pelo deputado estadual Ondanir Bortolini (PSD), Nininho,  para tratar do projeto de construção do Centro Diagnóstico de Prevenção de Câncer de Rondonópolis com o governador Mauro Mendes (DEM) no Palácio Paiaguás, nesta quinta-feira (10), contou com a presença de pelo menos 14 prefeitos, dentre eles o prefeito José Carlos do Pátio (Solidariedade), senador Carlos Fávaro, os deputados federais Neri Geller e Carlos Bezerra (MDB),  o secretário de Estado de Saúde Dr. Gilberto Figueiredo, além de vereadores de diferentes municípios, representantes e voluntários do Hospital de Câncer de Barretos e entidades filantrópicas de Rondonópolis e Sinop.

De acordo com o deputado Nininho, a primeira reunião sobre a possibilidade da construção do Centro de Prevenção, com capacidade para 800 mil atendimentos, aconteceu no mês de janeiro, durante um café da manhã com os vereadores de Rondonópolis, Marisvaldo Gonçalves, Ozeas Reis, Batista da Coder, o ex-secretário municipal e empresário Valdir Correa. “Naquele dia eu já assumi o compromisso de pedir apoio aos nossos parceiros, deputado Neri, o senador Carlos Fávaro, prefeito Zé Carlos do Pátio, e claro, do nosso governador, e aqui estamos, com todas essas pessoas comprometidas a fazer o bem à nossa população”, ressaltou Nininho.

O governador propôs que o projeto possa ser ainda maior do que o planejado. “Que seja um hospital que possa diagnosticar e tratar. O governo do estado está disposto a fazer isso, vamos juntos estudar e conversar desde já quem vai tocar esse hospital lá na frente, qual a melhor forma e mais inteligente, que vai cuidar melhor, quem vai operar essa entidade, mas vamos nós, poder público, construir, com terreno e dinheiro público e fazer o melhor possível”, explicou o governador.

Mauro Mendes ainda falou sobre deixar alguns pontos pré-definidos com os prefeitos. “Já vamos fazer um alinhamento com os prefeitos, de quem será o gerenciador direto. O estado tem condições de fazer essa obra, até porque a complexidade é dever nosso, é dever da União, e até fazer algo melhor do que está sendo proposto aqui, porque a região precisa, e podemos ir além de um local que dê o diagnóstico, para um hospital capaz de tratar os pacientes”, ratificou.

O deputado Nininho agradeceu a participação de todos e a atenção do governo do estado com a pauta. “Só tenho a agradecer a disposição do governador de, ao invés de um Centro de Diagnóstico, colocar a proposta de um Hospital. Nós precisamos achar uma solução para resolver o sofrimento das pessoas, eu quero dar continuidade a esse encaminhamento e vamos dar seguimento, e sugiro que o Consórcio de Saúde fique responsável por discutir com o secretário de Estado de Saúde. Como se trata de uma região, acho importante escolher alguns prefeitos de outras regiões que serão assistidos por essa unidade”, propôs Nininho.

Ao final da reunião, o governador deixou algumas definições. “Combinamos o seguinte, o prefeito Zé Carlos do Pátio vai doar o terreno, a princípio de 40.000m², nós vamos começar com a equipe da Secretaria de Estado de Saúde a parte de projeto, e vamos fazer isso de imediato, iniciando com uma visita ao Hospital de Barretos (interior de São Paulo); vamos planejar um hospital de tratamento oncológico na região sudeste do estado, tanto com diagnóstico, quanto tratamento e passar a ser uma referência estadual com o Sistema Único de Saúde”, pontuou Mauro Mendes.

 O governador ainda colocou à disposição do Consórcio de Saúde uma carreta equipada para fazer os exames de diagnósticos. “Esse veículo, que é uma unidade de saúde, está vinculado ao hospital Santa Casa, só precisa alinhar com os prefeitos a maneira ideal para levar os atendimentos com exames de prevenção a partir do mês de março”, garantiu Mauro Mendes.

O prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio, enfatizou que a área para construção do futuro hospital já está garantida.

“Já viabilizamos a área, fizemos o projeto. Dias atrás autorizamos R$ 450 mil para a compra de um ônibus para os pacientes serem levados até Barretos, porque antigamente a gente ajudava com o aluguel de um ônibus, viabilizamos também um recurso de combustível e, essa reunião hoje é para nos unir com o Estado, no sentido de aumentar os recursos e realmente estruturar a região sudeste com o Centro Diagnóstico de Prevenção e Tratamento de Câncer”, ressaltou o prefeito.

Para o senador Carlos Fávaro, a iniciativa do deputado Nininho em abraçar o projeto é muito importante. “O câncer é uma doença que, para ser bem combatida, precisa do diagnóstico precoce e a ida do Hospital de Amor para Rondonópolis vai ampliar as possibilidades para toda a população da região. O deputado Nininho e todos envolvidos no projeto podem contar com meu apoio no que for necessário”, asseverou.

O deputado Neri Geller destacou o momento que o estado vive, momento de expansão e de boas oportunidades. “Um projeto de tamanha importância precisa da união de todos. Quando o Nininho me falou sobre essa demanda eu logo me coloquei à disposição para ajudar no que for preciso para colocar este hospital de pé, estou muito otimista com tudo o que ouvi nesta grande audiência. Vivemos um momento de expansão em Mato Grosso, e o nosso papel enquanto cidadão é abraçar ações e projetos que realmente fazem a diferença na vida das pessoas”, pontuou Neri Geller.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp
Enviar um WhatsApp para a redação