sábado, novembro 27A NOTÍCIA QUE INTERESSA
Shadow

Indígenas do Chapadão do Parecis participam de dia de atividade sobre bovinocultura de corte

Please enter banners and links.

Pela manhã as atividades foram realizadas em uma casa tradicional na Aldeia Salto da Mulher – Foto por: Empaer
O projeto estimula desenvolver atividades da agricultura familiar em terras indígenas –

Maricelle Lima Vieira | Empaer-MT –

A Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) em parceria com a Cooperativa Agropecuária do Povo Indígena Haliti Paresi (Coopiparesi), promoveram um dia de conhecimento sobre bovinocultura de corte em Campo Novo do Parecis (a 396 km de Cuiabá). A iniciativa realizada na semana passada contou com a participação de 50 pessoas e faz parte de um projeto desenvolvido pela Empaer com duas cooperativas locais e tem por objetivo estimular a agricultura familiar em terras indígenas.

A programação foi dividida no período da manhã, com palestras pela equipe da Empaer em uma casa tradicional na Aldeia Salto da Mulher – com temas sobre a importância da qualidade das pastagens, o manejo do rebanho e sanidade. Teve ainda apresentação de sementes de pastagem por uma empresa do segmento e uma equipe do Serviço de Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) apresentou seus cursos e o trabalho desenvolvido pela entidade. À tarde, foi realizada uma visita na propriedade do produtor Luiz Zenezokemae que serviu de exemplo aos participantes.

A engenheira agrônoma da Empaer Inês Roeder Nogueira Mendes explica que o projeto de agricultura familiar em terras indígenas é desenvolvido junto às cooperativas Coopihanama e Coopiparesi que envolve aldeias de Campo Novo do Parecis, Sapezal e Tangará da Serra. “Tudo relacionado à agricultura familiar será trabalhado com os indígenas do Chapadão do Parecis. A bovinocultura é o pontapé, mas para 2022, vamos trazer palestras e dias de campo sobre  piscicultura, horticultura, fruticultura, avicultura e até o turismo rural”.

Para a coordenadora de projetos da Coopiparesi, Ligia Antônia Apodonepa a assistência técnica da Empaer é muito importante para os projetos que serão desenvolvidos nas comunidades indígenas da região. “Buscamos trazer programas que estimule ações de geração de renda que dê autonomia aos indígenas. A cooperativa é uma das quatro que trabalha nas aldeias. Estamos desenvolvendo um projeto agrícola de lavoura mecanizada com foco na pecuária, por isso, a palestra foi muito importante”.

Ligia acrescentou que o acompanhamento técnico da Empaer irá facilitar na construção dos projetos que irão buscar recursos para que possam desenvolver as inúmeras atividades que almejam.  

Um dos diretores da Coopihanama, Raroa Gonzaga também elogiou a iniciativa da equipe do escritório da Empaer local. “São essas atividades que aproximam e levam informação. Na região há um diferencial que são as lavouras de soja em terra indígena. Tudo que possa agregar conhecimento é importante”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp
Enviar um WhatsApp para a redação