terça-feira, outubro 19A NOTÍCIA QUE INTERESSA
Shadow

Talibãs criticam ataques norte-americanos contra Estado Islâmico

Please enter banners and links.

 Agência Lusa –  

Responsável político dos fundamentalistas islâmicos talibãs diz que os ataques extravasam o acordo para a retirada dos Estados Unidos do Afeganistão

Um alto responsável político dos fundamentalistas islâmicos talibãs criticou os ataques militares contra alvos do grupo terrorista Estado Islâmico, indicando que extravasam o acordo para a retirada dos Estados Unidos do Afeganistão.

“Celebrámos um acordo com os norte-americanos em Doha e os ataques vão contra esse acordo, segundo o qual não podem interferir em assuntos do Afeganistão após a sua retirada”, afirmou Abdulhaq Wasiq numa entrevista ao canal noticioso afegão Tolo.

Wasiq comentava o ataque ordenado por Washington contra um alvo do Estado Islâmico em Cabul, em represália contra o ataque terrorista cometido na quinta-feira passada num acesso ao aeroporto de Cabul, que fez, pelo menos, 170 mortos.

Os talibãs ainda não falaram sobre o atentado do aeroporto, mas garantiram que iriam deter os responsáveis.

O movimento fundamentalista e os Estados Unidos assinaram em fevereiro passado um acordo em que os norte-americanos se comprometiam a retirar todas as suas tropas do Afeganistão desde que os islamitas cumprissem uma série de condições.

Entre essas condições estava manter negociações com o Governo afegão para chegar a um acordo político para a paz e não permitir que o Afeganistão servisse de base para grupos terroristas.

No entanto, os talibãs aproveitaram a retirada das tropas estrangeiras para lançar uma ofensiva militar que os levou ao poder e derrubou o Governo afegão.

Com a tomada da capital, Cabul, depois de vitórias em quase todas as províncias do país, os talibãs exigiram aos Estados Unidos que cumprissem o seu lado do acordo e retirassem todas as tropas do Afeganistão até 31 de agosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp
Enviar um WhatsApp para a redação