sexta-feira, novembro 27A NOTÍCIA QUE INTERESSA
Shadow

Prefeitura de Cuiabá autoriza retomada gradativa de atividades religiosas

Please enter banners and links.

A retomada das atividades acontece a partir do dia 27 de abril, respeitando limite de celebrações diárias e procedimentos de higienização dos espaços –

Assessoria –

Em transmissão ao vivo em suas redes sociais, o prefeito Emanuel Pinheiro anunciou na tarde desta segunda-feira (20), as novas medidas de realização das atividades religiosas em Cuiabá. De acordo com o Decreto Municipal nº 7.887, a retomada deve ser gradativa, permitida a partir do dia 27 de abril, respeitando limite de celebrações diárias e procedimentos de higienização dos espaços.

“Cuiabá é uma cidade religiosa e temos que tomar todos os cuidados para professar a nossa fé, para sairmos ilesos dessa fase. A partir do dia 27 a retomada gradual e segura de atividades religiosas, seguindo as regras de limites de celebrações, realizando sempre a higienização completa do local e seguindo todas as demais recomendações que estão no decreto”, explicou o prefeito de Cuiabá.

De acordo com o novo decreto, as atividades religiosas de qualquer natureza deverão respeitar a realização máxima de seis celebrações diárias, duas em casa período do dia, com intervalo mínimo de 1h30 entre elas. Também deverá ser realizada a desinfecção do local antes, após e nos intervalos das atividades e também ofertado produtos para higienização das mãos.

No espaço onde as atividades religiosas sejam realizadas, deve se respeitar a lotação de apenas 30% da capacidade total para que não aja aglomeração. Todos devem usar máscaras e evitar contato físico, como abraços e apertos de mão.

Apesar da permissão da retomada das atividades de maneira gradativa, a Prefeitura de Cuiabá solicita e recomenda que, sempre que possível, as celebrações sejam realizadas via transmissão online. Todas as medidas tomadas em decretos pela Prefeitura de Cuiabá visam garantir a saúde e segurança da população neste período de enfrentamento ao novo Coronavírus.Comentar MatériaEnviar MatériaImprimirVoltar

COMPARTILHE

Arquivos Anexados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *